CCM me conquistou de vez

Uma marca fitness que marcou presença na última edição da Fevest.

ccm

Conheci a CCM há alguns anos, em uma visita a Nova Friburgo. E me apaixonei pela marca desde o início. Encontrei nela um estilo muito diferenciado, longe da maioria das marcas fitness que vemos por aí. o que mais diferencia a CCM das outras marcas, na minha opinião, é a pegada de moda.

As estampas contribuem muito pra isso, são lindas, diferentes, exclusivas. O conforto das calças, dos tops, bodys, também é notável. Os tecidos possuem a tecnologia easy care. A qualidade é impecável.

E na última edição da Fevest, que aconteceu em julho dese ano, a CCM surpreendeu a todos com um desfile incrível. A marca comera esse ano os seus 25 anos de existência. E trouxe para a passarela as suas próprias funcionárias. Isso mesmo. As mulheres que estão por trás da produção da empresa é que desfilaram.

Não eram modelos profissionais, eram mulheres reais. Nem tão magras, mas fora dos padrões de beleza.

Fiz um vídeo especial desse evento, valeu muito a pena. Vi algumas lágrimas no rosto das pessoas.

Penso que essa humanização da marca, o “tornar público” algo que as pessoas não vêem no dia a dia tornam a marca ainda mais especial. E mostra que o fashion fitness pode ser para todas, independente do corpo, do cabelo ou da cor que têm.

A CCM realmente surpreendeu a todos e está de parabéns pelo lindo trabalho, em todos os sentidos.

Quem quiser conhecer um pouco mais sobre a marca, pode acessar a loja virtual e se apaixonar também pelo estilo, pelas cores e pela vivacidade da marca!



Desfile Mulheres Reais Verão 2016

Mulheres Reais: Nós amamos!

O inverno mal começou e já temos desfiles quentes! Semana passada foi a vez do Desfile Mulheres Reais Verão 2016.

Eu já falei bastante aqui no blog sobre o novo olhar que a indústria está tendo da mulher que veste números maiores. Campanhas polêmicas, marcas específicas só para elas, o crescimento impressionante desse mercado, celebridades plus size que estão tomando o lugar das magrelas.

Sem dúvida, o mundo fashion tem voltado o seu olhar para essa mulher que veste números acima do 46 e tem observado uma oportunidade de ótimos negócios.

O Desfile, que acontece desde 2009, mostrou coleções de lingerie e moda praia 2016. Nada de lingerie bege, sem graça ou de maiôs enormes preto, que mais escondem do que tudo. A mulher plus size é tão linda quanto qualquer outra magrinha (se não muito mais) e quer se vestir de uma forma sofisticada. 

Desfile Mulheres Reais Verão 2016

belle plage 2

belle plage 3

belle plage

Elas realmente chegam a chamar a atenção por usar roupas tão lindas. E na hora de dormir não precisa ser diferente. Podem conquistar e deixar os homens de queixo caído com camisolas, espartilhos e baby dolls lindos de viver.

magnolia 2

magnolia 3

magnolia 4

magnolia

A edição desse ano aconteceu no último dia 24, no Hotel Pergamon, em São Paulo e contou com a presença de sete marcas especializadas em produtos que usam a partir do tamanho 44. Foram 40 modelos de manequins que variaram do 46 ao 52, mostrando suas lindas curvas na passarela.

Varal de Moda+, Ênfase Plus Size, Ever Up Jeans Wear, Belle Plage, For Love, Magnólia Lingerie e Edson Eddel Noivas. Grifes super antenadas, focadas em um mercado de nicho que cresce cada ano mais.

Magnólia

magnolia43 Não apenas lingerie e moda praia, o desfile mostrou as tendências do que vai estar em alta nas ruas. É tanta coisa linda que eu queria muito…

ever up 2

ever up 3

ever up

for love

gisele santana

E você, o que achou? Também se apaixonou pelos modelos?

Fonte das imagens: Site Bol



Para quem você se veste?

Para quem você se veste?

Quando o assunto é lingerie, pra quem você se veste?

Algumas pesquisas revelam que a maioria das mulheres se vestem para as outras mulheres. Bem bizarro isso, mas pode ser verdade.

Muitas outras afirmam categoricamente, que se vestem para si mesmas. Duvido um pouco. Se tivesse só você no mundo (e absolutamente mais ninguém), como você se vestiria?

E há aquelas que acreditam que se vestem para os homens.

Mas em se tratando de lingerie, para quem as mulheres se vestem, afinal?

Já ouvi mulheres dizendo que não investem em lingerie porque ninguém está vendo (…). Ok, eu respeito.

Mas há uma coisa que atrai a minha atenção nas mulheres que usam lingerie bonita mesmo quando ninguém vai ver. Ninguém mesmo, nem o companheiro, nem a depiladora, nem na academia, nem a melhor amiga.

Essas mulheres são intrigantes, interessantes. O que faz uma mulher acordar cedo e usar uma lingerie bonita, nova, para ir ao trabalho?

Para essas mulheres, não tem essa de calcinha rasgada nem sutiã relaxado. As lingeries estão sempre novas. Não necessariamente caras, mas sempre elegantes, bonitas e bem cuidadas.

Penso que as mulheres assim estão acima da linha da superficialidade. São mais exigentes, mas têm uma autoestima diferenciada.

Essas sim são as mulheres que se vestem para elas mesmas! Mesmo que passem o dia inteiro sem que alguém veja o que estão usando. E não estão movidas pelo “medo” de precisarem se despir (seja em um hospital ou qualquer situação de urgência).

Elas são sensuais por natureza, mesmo usando uma burca. Não se trata da roupa, do decote, da calça colada. É o olhar, o sorriso, a certeza de quem são.

Essas são as mulheres mais admiráveis, que me inspiram. E são poucas. Algumas pérolas que têm por aí, em lugares escondidos. Talvez no seu trabalho, talvez alguma amiga.

Usar uma calcinha, um sutiã, um body rendado, tudo lindo e novo no dia a dia é um carinho que fazemos a nós mesmas. É como um presente que nos damos, que nos faz lembrar que somos lindas e sofisticadas em qualquer circunstância.

Acho que os homens caem por essas mulheres. Não porque irão ver as lingeries que essas mulheres usam, mas porque mulheres assim normalmente demonstram seu poder e autoestima em todas as situações. Seu olhar é diferente, suas atitudes revelam autoconfiança, independência, postura firme e decidida. São meigas, mas sempre fortes. Delicadas, mas poderosas.

São as mulheres que os homens mais admiram, eu acredito. Que se destacam na equipe de trabalho, no grupo de amigos. São lindas, maduras, inteligentes, descomplicadas, confiantes. Independente da cor, da idade, da classe social.

Isso tudo me faz pensar que isso não é pra todo mundo. É para algumas apenas, que não se esforçam para serem assim. Simplesmente o são.

Você é uma delas?



Dear Kate mostra mulheres reais em campanha e causa polêmica

Você se vê representada pelas modelos de lingerie que vê por aí?

Magreza excessiva, photoshop sem fim, silicone que não acaba mais. Já falei muito sobre isso aqui, mas o assunto é irresistível. Marcas que apresentam campanhas publicitárias focando nas mulheres reais chamam muito a minha atenção.

Não posso dizer qual é o retorno financeiro e o sucesso das campanhas, mas percebo que essa estratégia vem ganhando cada vez mais força e o coração das mulheres.

Agora é a vez da Dear Kate, uma marca de lingerie americana que foca em tecidos tecnológicos e no conforto da mulher.

Dear Kate mostra mulheres reais em campanha e causa polêmica

Dear Kate mostra mulheres reais em campanha e causa polêmica!

A última campanha trouxe executivas da área tecnológica usando só underwear no local de trabalho. As mulheres são comuns, algumas magras, outras mais gordinhas, com suas estrias, celulites e gordurinhas á mostra, tudo sem photoshop.

lookbook_final

A campanha mostra as peças da Coleção Ada, uma homenagem à programadora Ada Lovelace.

lookbook_final3

lookbook_final4

As críticas foram inevitáveis. Muitos não gostaram, pois acharam a campanha “bizarra” e “sexista“. “No Vale do Silício, agora mais do que nunca, há uma tensão na forma como as mulheres são vistas: uma visão romântica ou sexual e outra profissional“, foi o que disse Elissa Shevinsky, CEO do Glimpse Labs, à Revista TIME. “Mostrar-se desta forma, sem roupa, tem conotação inerentemente sexual, e enfraquece a imagem das mulheres no mundo da tecnologia. Isto é verdade tanto para homens quanto para mulheres“.

Mas muito mais que críticas, a campanha recebeu aplausos. Olivia Muenter acredita que ela é surpreendente, já que aponta para a diversidade das mulheres. “O fato de [os produtos] serem apresentados por mulheres que estão maravilhosamente reais, com corpos que se parecem com os nossos e carreiras bem-sucedidas, é uma mensagem realmente poderosa“, disse.

lookbook_final5

lookbook_final6

Julie Sygiel, fundadora e CEO da Dear Kate, tinha em mente reunir mulheres ligadas ao mundo da tecnologia, exatamente para mostrar o que as mulheres pensam e fazem, ao invés de mostrar apenas a sua aparência.

Nós acreditamos que as mulheres devem ser levadas a sério, independente do que elas estejam vestindo“, disse Sygiel. “Isso vale também para as mulheres de qualquer profissão, já que a forma como alguém se veste não deveria ter nenhuma relação com a sua capacidade ou a sua inteligência“.

lookbook_final11

lookbook10

Se alguém vê a nossa campanha como uma forma de perpetuar o sexismo é porque essas pessoas têm certas expectativas sobre as mulheres. Na nossa maneira de ver o mundo, as mulheres podem ser tão poderosas de roupas íntimas quanto elas são de terno. Não é justo para as mulheres de tecnologia serem apontadas e confinadas a um comportamento mais conservador, simplesmente porque elas trabalham em um campo dominado por homens“.

Achei a campanha surpreendente, nada machista ou sexista. Afinal, qual é a diferença entre um anúncio comum de lingerie, com uma mulher quase nua, maravilhosa, magérrima, cheia de retoques e um anúncio como esse? É meio hipócrita dizer que essa é uma campanha sexista. Se for assim, todas são. Mostrar mulheres reais em suas atividades diárias só faz com que nos identifiquemos com elas, desperta o nosso interesse para a marca, para o que estão vestindo.

E você, o que achou?

Fonte: www.brasilpost.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...