Carrefour é obrigado a retirar biquíni com enchimento das prateleiras


E o Brasil não é o único alvo!

O Carrefour da Espanha, por meio de uma exigência da Associação de Consumidores em Ação (FACUA), foi obrigado a retirar de suas prateleiras um biquíni vendido para meninas de 9 a 14 anos. O problema era o enchimento do sutiã.


De acordo com a entidade, o produto “potencializa uma ideia de erotização da infância“. 

O anúncio ainda piora a situação. Uma menina de uns 12 anos, com o biquíni, tomando um drink.


Tenho sido um pouco criticada (até ofensivamente) aqui no blog por levantar algumas bandeiras. Mas não me importo.

Sutiãs e biquínis com enchimento para crianças e adolescentes é uma forma de erotizar mesmo essa fase da vida, despertar sentimentos e sensações que não são próprias dessa idade e, pior, chamar ainda mais a atenção de pedófilos que estão ao nosso redor.

O ideal é que crianças e pré-adolescentes que começam mais prematuramente o desenvolvimento do corpo usem um sutiã simples, sem bojo, sem enchimento, tudo para prevenir problemas na escola e entre amigos.

Acelerar processos de amadurecimento pode ser o erro que a nossa sociedade mais comente!

E só para você pensar: na Espanha, os próprios consumidores perceberam o problema. No Brasil, foi necessária a intervenção da OEA (Organização dos Estados Americanos)…


Lingerie Infantil gera polêmica

Sutiã com bojo para criança – o que você acha?
A Organização dos Estados Americanos (OEA), um órgão que trata de assuntos referentes aos Direitos Humanos, está analisando uma situação bem polêmica que ocorreu no Brasil. Vocês sabem que quando vejo algo polêmico e que envolva o universo das lingeries, logo penso em compartilhar aqui!
O assunto que gerou tanta discussão dessa vez é a produção de sutiãs com bojo para crianças e pré-adolescentes.
De acordo com associações de proteção aos direitos humanos no Brasil, este tipo de lingerie acaba gerando a erotização precoce das crianças e também prejudicando a saúde, por produzir suor excessivo.
Gente, este assunto realmente é sério, não é mesmo?
O proprietário de uma empresa especializada nesta fatia do mercado afirmou o seguinte: “Então, é o caso de proibir também o funk. Tem coisa mais erotizante para a criança do que o funk, em que meninas pequenas rebolam até o chão e dançam na boquinha da garrafa?”
(O que não deixa de fazer muito sentido também!).
Mas acho que as coisas não são bem assim. Não dá para tratarmos tudo à ferro e fogo e precisamos pensar nos dois lados… Vejam se concordam comigo.
Realmente a erotização precoce de uma criança é preocupante. No Brasil a cada ano meninas começam suas vidas sexuais mais cedo. Isso acaba gerando problemas sociais que são difíceis até de serem mensurados.
Mas e aquela menina que, pelo seu biotipo, acaba desenvolvendo seios um pouco mais cedo que as demais? Já ouvi casos de bullying feito com estas crianças e a sensação de exclusão da turma de coleguinhas, ou brincadeiras de mal gosto, devem ser muito incômodas…
A infância é uma etapa tão gostosa… Vejo-a como algo inocente, uma fase importante da vida onde são formadas as opiniões e os traços de personalidade.
Então, acho que se justifica sim a produção de sutiãs com bojo para pré-adolescentes (que já têm seios para usá-los), e cabe aos pais destas meninas prezar pelo bom senso em sua utilização – e preocupar-se em preservá-las ao máximo para que a infância seja muito mais diversão e momentos de aprendizado do que preocupação com erotismo precoce, uma – infeliz – visão adulta sobre algo tão simples.
Ah! E não custa lembrar! Se você se deparar com qualquer situação que interprete se tratar de abuso ou exploração infantil de qualquer gênero, ligue para o número 100 e denuncie.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...