Desabafo: Lingeries muito pequenas!

desabafo: lingeries muito pequenas

Hoje é um dia de desabafo. Não só meu, mas de algumas leitoras do blog.

Já faz um tempo que uma coisa incomoda muito as brasileiras e eu vi isso muito clero quando li o post De Chelles na Specialità Lingerie, que a Lu Vilela do Blog Mulher Sem Photoshop escreveu esses dias. Eu acompanho o blog dela e acabei lendo os comentários que as leitoras escreveram.

Pedi autorização a elas e queria dividir com vocês.

Hoje temos no Brasil algumas marcas de lingerie que se destacam muito pela beleza a sofisticação.

O problema é que a maioria das marcas produz peças pequenas, que não expressam o real tamanho das brasileiras. Você já viu o tamanho de um sutiã tamanho P ou 40 (de qualquer marca, praticamente)? É verdadeiramente uma lingerie para adolescentes!

A Malu, uma leitora top comentadora aqui do blog começou um diálogo e a Ana Cristina deu prosseguimento. Quando vi, pensei: preciso falar sobre isso!

Malu: “Tudo é deslumbrante….de deixar o queixo caído! Pena que a numeração não seja para minha pessoa” (…)

Ana Cristina: “Então, Malú, isso eu acho uma tremenda duma falha. De todas as marcas. Não vamos entrar no assunto de lingerie plus size, vamos falar da onda de siliconadas. Muitas magras estão com seios tamanho 48. Enquanto isso, esse tipo de marca continua fabricando até um 46 muito mais para 44. Não entendo, não entendo, não entendo. Você entra no site das lojas e as pontas de estoque são SEMPRE de tamanhos pequenos. O que significa que os tamanhos maiores acabam sempre primeiro. O que seria isso? Falta de querer ganhar dinheiro?

Malu: “Oi Aninha….fica brava não!!!! Concordo contigo em relação às siliconadas e também pelo fato de não investirem no mercado em geral: que para mim é um tamanho beeeeemmmmm maior! Te conto assim: A Demillus, Duloren e Marcyn, meu número de sutiã é 46, marcas clássicas e fáceis de comprar. Já se eu compro um sutiã na Renner……meu número é 48 (fico com cara de “tacho”, cara de brava e me pergunto: Como assim????). O problema é que não pensam que algumas pessoas tem além de umas gordurinhas a mais, uma costa larga ou coisa do gênero. Eu tava babando em uma série de peças da Specialitá, enviei um email com minhas medidas, mas as peças que eles disseram que ficaria perfeita pra mim….não é o que eu gostei! São peças bonitas sim, mas não as que eu queria. Essas então da De Chelles…..jamais! Mesmo eu não sendo “tão gordinha assim, cheinha e não tenho vergonha de dizer, mas acho que podiam investir nessas belezuras, um tamanho maior e não plus zise, pois eu não sou plus zise, sou cheinha, rsrs. Então fica aqui meu desabafo, hahaha e que eu possa ter confortado teu lindo coração…“.

Ju Verly: “Ana e Malu, compartilho da mesma opinião que vocês! Sempre recebo emails de leitoras no blog Tudo de Lingerie desabafando em relação aos tamanhos pequenos que as marcas de lingerie desenvolvem. Concordo com vocês plenamente! Inacreditável o mercado não perceber que a mulher brasileira tem seios maiores e quer estar sempre linda! Não tiro a razão da indignação e sempre defendo uma lingerie mais democrática, mais “real” para a mulher brasileira! Quem sabe com tantos apelos isso são começa a mudar?

Malu: “Ah que chique a lindinha Ju no blog da Lu!!! Olha que até rimou, rsrs. Isso mesmo, democracia total, não só na política, mas na vida a vida da gente como a gente! Quero vestir De Chelles e me sentir confortável, mas cadê o corpo que entra nelas? Me perdoe aquelas que podem comprar e parabéns para os corpos esbeltos, mas sou cheinha e quero me sentir sempre linda!!!! Não importa o tamanho, importa é ser MULHER!!!!!! Obrigada Ju por vir aqui e ser solidária conosco, beijo enorme pra ti!

Pelo que conheço do processo de criação da lingerie, sei que lingeries em tamanhos maiores são mais dispendiosos e difíceis de se elaborar, pois quanto maior o tamanho de um bojo, por exemplo, mais técnica e excelência ele exige de um modelista. Porém, se é uma necessidade real da mulher brasileira, que usa tamanhos maiores de sutiãs (46, 48 e assim vai), por que não adequar a produção?

Como a Ana falou, não se trata do fato de que a brasileira está acima do peso. Não somos modelos secas que vestem 40. Isso é a exceção. A mulher brasileira coloca silicone mesmo, tem um corpo com mais curvas e isso não significa necessariamente “gordura”, tamanhos plus size.

cirurgia

Eu uso o tamanho 44, ainda é tranquilo encontrar essa numeração em quase todos os modelos e marcas. Mas penso que se eu aderisse à moda do silicone ou mesmo engravidasse, já teria dificuldades de encontrar sutiãs lindos e fashion para mim.

Então, fica aqui o desabafo: Marcas de lingerie, repensem as modelagens de suas peças, especialmente dos sutiãs, e abram os olhos para o real tamanho de seios das mulheres que consomem os seus produtos!



Desabafo: Cadê os protetores de calcinha fio dental?

Você usa calcinha fio dental?

Assim, não precisa ser aquele fiozinho que a poucas mulheres suportam usar. Estou falando das calcinhas mais cavadas, que são ótimas para serem usadas com calças, que não marcam saias nem vestidos. Dá uma olhadinha:

16150g4

Agora outra pergunta: você é viciada em protetor de calcinhas?

Se você for como eu, provavelmente não sai de casa sem eles. E carrega vários outros dentro da bolsa, não é?

O mini-absorvente é ótimo! É higiênico, deixa a gente super confortável, facilita nossa vida Eu sei que se tiver algum gineco lendo esse post, provavelmente vai torcer o nariz, eu sei. Mas confesso adoro… E como não me faz mal, continuo usando.

Só que o grande problema é usar a bendita calcinha fio dental com protetor de calcinha.

Fica um horror! Sobra para os lados e você sente aquela cola entre as pernas, é uma catástrofe!

Há algum tempo atrás eu comprava um mini-absorvente próprio para essas calcinhas. Era perfeito! Ele era anatômico, mas larguinho na parte da frente e mais fininho atrás. nada sobrava, tudo se encaixava.

curvas_estreito

Mas eles sumiram das lojas! Não encontro mais! Alguém sabe por quê?

Será que não há um fabricante sequer que seja mulher, que use essas calcinhas e que entenda a nossa necessidade? Tem coisa que é tão óbvia! Os protetores comuns não são adequados… E há milhares de mulheres que usam fio dental no dia a dia. Não estou falando de uma ou outra.

Conversando com uma amiga minha (a Sabrina), pensamos em lançar uma campanha: Protetores fio dental, que saudade temos de você!

Será que alguém nos apoiaria?

E você? O que você traria de volta, que não se fabrica mais?

Desabafe!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...