Love Your Body


Nessa semana (dia 16) foi comemorado nos EUA o Love Your Body Day (Dia “Ame Seu Corpo”), promovido pela National Organization for Women.
É uma campanha que acontece todos os anos com o objetivo de para chamar a atenção para os padrões de beleza prejudiciais impostas às mulheres através de meios de comunicação e publicidade.

A indústria da moda nos diz  todos os dias como deve ser o nosso corpo, o nosso cabelo, as nossas unhas, as nossas roupas. A mulher tem que ser magra, sem barriga (se possível, com “barriga negativa”), cabelos brilhantes e sedosos, enfim, a lista é enorme. E muitos desse padrões são prejudiciais à saúde. 

A campanha vem de encontro a essas imposições, a esses padrões de beleza irreais e intangíveis, às imagens trabalhadas no photoshop, ao culto à juventude, à marginalização de tudo o que é “diferente”, como a mulher com medidas maiores, a negra, a tatuada, a deficiente física.

É uma forma de combater também a utilização da imagem feminina como objeto sexual, como subservientes ao homem e de forma violenta ou abusiva.

Um exemplo que ilustra bem esse combate é um comercial da australiana Innerwear, que mostra uma mulher só de lingerie entrando em uma mecânica perguntando “Você pode me atender”?


Os proprietários da empresa receberam uma enxurrada de reclamações que categorizaram o comercial como “pornografia leve”. 

Pra que essa apelação toda?

“Não há nenhuma necessidade de um anúncio mostrar uma mulher que vai a uma mecânica de lingerie e, sugestivamente, curvar-se no balcão para perguntar se eles têm todas as marcas de qualidade. Eu sinto que isso despreza as mulheres e sua sexualidade”, é o que está na denúncia.

Uma campanha como essa deveria se espalhar pelo mundo, como uma forma das próprias mulheres demonstrarem sua insatisfação como são expostas na mídia e no mundo fashion em geral.

Eu apoio. E você?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 Comentários

  1. Anonymous
    19 de outubro de 2013

    Também apoio Ju, não apenas essa apelação, mas acho abusivo os comerciais de cerveja, sempre mulheres semi-nuas, com corpos esculturais….como se a mulher não desse devido valor a si mesma!!! Sou careta sim, fui criada muito bem e agradeço aos meus pais por isso, e sim me escandalizo de ver por onde o mundo está caminhando, em todos os sentidos…uma pena!

    Um beijo
    Malú

    Responder

Deixe um comentário!

*

%d blogueiros gostam disto: