Desabafo: Lingeries muito pequenas!

desabafo: lingeries muito pequenas

Hoje é um dia de desabafo. Não só meu, mas de algumas leitoras do blog.

Já faz um tempo que uma coisa incomoda muito as brasileiras e eu vi isso muito clero quando li o post De Chelles na Specialità Lingerie, que a Lu Vilela do Blog Mulher Sem Photoshop escreveu esses dias. Eu acompanho o blog dela e acabei lendo os comentários que as leitoras escreveram.

Pedi autorização a elas e queria dividir com vocês.

Hoje temos no Brasil algumas marcas de lingerie que se destacam muito pela beleza a sofisticação.

O problema é que a maioria das marcas produz peças pequenas, que não expressam o real tamanho das brasileiras. Você já viu o tamanho de um sutiã tamanho P ou 40 (de qualquer marca, praticamente)? É verdadeiramente uma lingerie para adolescentes!

A Malu, uma leitora top comentadora aqui do blog começou um diálogo e a Ana Cristina deu prosseguimento. Quando vi, pensei: preciso falar sobre isso!

Malu: “Tudo é deslumbrante….de deixar o queixo caído! Pena que a numeração não seja para minha pessoa” (…)

Ana Cristina: “Então, Malú, isso eu acho uma tremenda duma falha. De todas as marcas. Não vamos entrar no assunto de lingerie plus size, vamos falar da onda de siliconadas. Muitas magras estão com seios tamanho 48. Enquanto isso, esse tipo de marca continua fabricando até um 46 muito mais para 44. Não entendo, não entendo, não entendo. Você entra no site das lojas e as pontas de estoque são SEMPRE de tamanhos pequenos. O que significa que os tamanhos maiores acabam sempre primeiro. O que seria isso? Falta de querer ganhar dinheiro?

Malu: “Oi Aninha….fica brava não!!!! Concordo contigo em relação às siliconadas e também pelo fato de não investirem no mercado em geral: que para mim é um tamanho beeeeemmmmm maior! Te conto assim: A Demillus, Duloren e Marcyn, meu número de sutiã é 46, marcas clássicas e fáceis de comprar. Já se eu compro um sutiã na Renner……meu número é 48 (fico com cara de “tacho”, cara de brava e me pergunto: Como assim????). O problema é que não pensam que algumas pessoas tem além de umas gordurinhas a mais, uma costa larga ou coisa do gênero. Eu tava babando em uma série de peças da Specialitá, enviei um email com minhas medidas, mas as peças que eles disseram que ficaria perfeita pra mim….não é o que eu gostei! São peças bonitas sim, mas não as que eu queria. Essas então da De Chelles…..jamais! Mesmo eu não sendo “tão gordinha assim, cheinha e não tenho vergonha de dizer, mas acho que podiam investir nessas belezuras, um tamanho maior e não plus zise, pois eu não sou plus zise, sou cheinha, rsrs. Então fica aqui meu desabafo, hahaha e que eu possa ter confortado teu lindo coração…“.

Ju Verly: “Ana e Malu, compartilho da mesma opinião que vocês! Sempre recebo emails de leitoras no blog Tudo de Lingerie desabafando em relação aos tamanhos pequenos que as marcas de lingerie desenvolvem. Concordo com vocês plenamente! Inacreditável o mercado não perceber que a mulher brasileira tem seios maiores e quer estar sempre linda! Não tiro a razão da indignação e sempre defendo uma lingerie mais democrática, mais “real” para a mulher brasileira! Quem sabe com tantos apelos isso são começa a mudar?

Malu: “Ah que chique a lindinha Ju no blog da Lu!!! Olha que até rimou, rsrs. Isso mesmo, democracia total, não só na política, mas na vida a vida da gente como a gente! Quero vestir De Chelles e me sentir confortável, mas cadê o corpo que entra nelas? Me perdoe aquelas que podem comprar e parabéns para os corpos esbeltos, mas sou cheinha e quero me sentir sempre linda!!!! Não importa o tamanho, importa é ser MULHER!!!!!! Obrigada Ju por vir aqui e ser solidária conosco, beijo enorme pra ti!

Pelo que conheço do processo de criação da lingerie, sei que lingeries em tamanhos maiores são mais dispendiosos e difíceis de se elaborar, pois quanto maior o tamanho de um bojo, por exemplo, mais técnica e excelência ele exige de um modelista. Porém, se é uma necessidade real da mulher brasileira, que usa tamanhos maiores de sutiãs (46, 48 e assim vai), por que não adequar a produção?

Como a Ana falou, não se trata do fato de que a brasileira está acima do peso. Não somos modelos secas que vestem 40. Isso é a exceção. A mulher brasileira coloca silicone mesmo, tem um corpo com mais curvas e isso não significa necessariamente “gordura”, tamanhos plus size.

cirurgia

Eu uso o tamanho 44, ainda é tranquilo encontrar essa numeração em quase todos os modelos e marcas. Mas penso que se eu aderisse à moda do silicone ou mesmo engravidasse, já teria dificuldades de encontrar sutiãs lindos e fashion para mim.

Então, fica aqui o desabafo: Marcas de lingerie, repensem as modelagens de suas peças, especialmente dos sutiãs, e abram os olhos para o real tamanho de seios das mulheres que consomem os seus produtos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

17 Comentários

  1. Nat Boaretto
    02 de outubro de 2014

    Acho que o principal problema não é a “numeração” da lingerie, mas sim a pouca variedade de tamanhos que as marcas tem, e isso não acontece só com as lingeries, mas com roupas em geral. Da mesma forma que mulheres “cheinhas”, como disseram, não encontram lingeries bonitas do seu tamanho, eu também já deixei que comprar várias lingeries que eu adorei porque mesmo o menor tamanho era grande para mim. Eu, sinceramente, não me importo em ser “tamanho” 40 e precisar comprar uma peça “44” porque é a única que me serve. Quero algo que sirva no meu corpo e eu me sinta confortável. Ficar chateada porque usa um número e só uma peça de numeração maior serve em você não leva a nada. As fabricantes de lingerie precisam se preocupar em oferecer mais tamanhos… A padronização desses tamanhos é o próximo passo.

    Responder

    • Ju Verly
      02 de outubro de 2014

      Nat, super interessante o que você disse. Na verdade, temos dois problemas: as marcas fazem só até o tamanho 44 ou 46, quando as brasileiras têm seios maiores e, além disso, as peças são pequenas. Não há padronização nem em roupas nem em lingerie, o que é um problema. Tem marcas que eu visto sutiã 42 e outras marcas que o meu tamanho é 46. Pode? O primeiro passo seria criar peças até a numeração 48, pelo menos. O segundo, a padronização, sem dúvida.
      Obrigada pela contribuição!
      Beijos!

      Responder

  2. Malú
    02 de outubro de 2014

    Ju lindinha, obrigada por ter feito este post. Espero que muitos fabricantes de lingerie vejam nosso desabafo. Inclusive a Nat descreveu outro problema, isso vem apenas acrescentar que os fabricantes de lingerie devem ter olhos mais atentos ao corpo da mulher brasileira, isso em todos os sentidos. Pois não só uma siliconada, lembrei-me de minha enteada, que nada tem de seios, mas tem um bumbum de formiguinha, rsrs. E sente bastante dificuldade de encontrar calcinhas que deixem ela bonita e confortável.

    Obrigada pelo carinho diário, pela compreensão e sensibilidade da leitura de nossas falas ” eu e a Aninha querida”, vem apenas mostrar teu caráter e honestidade de trabalho.

    Espero que renda bem esse assunto!!!

    Beijo lindinha

    Responder

    • Ju Verly
      03 de outubro de 2014

      Concordo com você, Malu!
      Penso que não só os sutiãs precisam ser revistos, mas as calcinhas também. Os tamanhos parecem feitos para adolescentes mesmo, tudo muito pequeno.
      E eu que agradeço o carinho que leitoras como você têm com o blog!
      É isso que faz o meu trabalho valer a pena!
      Obrigada!
      Beijos

      Responder

  3. Carla
    03 de outubro de 2014

    Bom dia Ju

    Acompanho seu blog a algum tempo e admiro muito o seu trabalho, hoje em dia é muito difícil encontrar um blog que fale de tendências de lingerie. Sobre os tamanhos maiores de lingerie, principalmente de lingerie bonitas e mais elaboradas eu tenho uma dica. Uma marca que possui tamanhos maiores que deixam a mulher ainda mais bonita, a Duzani Lingerie, entre no Site http://duzani.com.br/site/catalogo.php, e veja os nossos catálogos, lançamos um novo a cada mês e temos uma sessão de produtos só para esse público, que vai até o tamanho 50. Além da linha normal que também vai até o tamanho 48. Essa semana teremos um novinho em folha, e nossas clientes adoram esse ciclo de novidades.
    De qual cidade você é?

    bjssss
    E parabéns pelo trabalho

    Carla Venturini

    Responder

    • Ju Verly
      03 de outubro de 2014

      Obrigada pelo carinho que tem com o blog, Carla!
      A Duzani tem peças muito bonitas, realmente, embora eu não conheça pessoalmente a marca.
      E que interessante saber que a linha normal vai até o 48! Isso é raro no Brasil!
      Estou em Belo Horizonte.
      Beijos!

      Responder

  4. Luciana Vilela
    03 de outubro de 2014

    Adorei, Ju! Meu caso é igual ao seu, meu normal é o 44, então não tenho tanta dificuldade em achar peças pra mim, mas a questão da falta de padronização me pega também, pois tenho peças 42 e 44, ou então P, M e G. Vai entender…
    Achei super pertinente o comentário da Ana, pois as pessoas de modo geral tendem a colocar o 46, 48 no Plus Size, mas e aí? Anda pela rua e vc vai encontrar um monte de cintura fina com peito de silicone. Vai mandar essas pessoas comprar Plus Size?? Oi?

    TOMARA que as marcas entendam o apelo que estamos fazendo!!!
    Beijos

    Responder

    • Ju Verly
      03 de outubro de 2014

      É exatamente esse o absurdo, Lu! Uma mulher que usa 46 ou 48 não é necessariamente plus size, ela quer usar lingeries lindas, assim como quem está acima do peso também!
      Não dá pra entender mesmo como as marcas ainda não compreenderam as mudanças da nossa sociedade, né?
      Beijos!

      Responder

  5. Ana Cristina
    03 de outubro de 2014

    Ju, acho que vc falou o principal e o grande primeiro passo: as marcas colocarem o tamanho 48 na grade das suas coleções. Se eu emagrecer, meu tamanho de sutiã muda. Mas conheço mulheres que estão em plena forma, dentro da faixa de peso ideal, mas que usam 46 ou 48. Uma mulher com seios grandes não cabe em um 44. Já parte do 46. Se tiver costas largas, pode ir para um 48.

    Sabe… entendo essa questão da dificuldade de modelagem de tamanhos maiores, mas não acho que 48 seja um tamanho que ofereça tantos problemas. A Indecense e a Intima Passion que comprei no 48 ficaram muito boas em mim. Aliás, parabéns à Indecense Lingerie pela modelagem impecável dos sutiãs no tamanho 48. Eu tirei fotos deles e mandei para a Luciana Vilela. Ela viu que não são peças gigantescas, são peças para seios grandes e ponto. Não para mulheres magras ou gordas. Mulheres com seios grandes. Desta marca, comprei várias peças, incluindo dois modelos inspirados em personagens da série da HBO Game of Thrones que tem estampas tão lindas que meu queixo quase caiu.

    Em resumo, sabe qual é a consequência? A nossa simpatia pela marca e a preferência de escolher peças de uma empresa que demonstrou respeito e preocupação com a diversidade de biotipos físicos da mulher brasileira.

    Sobre marcas como Belles e De Chelles, existem peças da coleção que poderiam perfeitamente terem modelagens maiores. Alguns dos modelos permitiriam isso. E quer saber? Acho que venderiam que nem água. Porque não há nada que funcione melhor para dar uma turbinada na nossa auto-estima do que estar usando uma lingerie belíssima. A gente nem enxerga as gordurinhas. Só se sente bonita, feminina, sensual e bem resolvida.

    Somos nós que gastamos dinheiro com esses produtos, não as modelos do catálogo que nem de longe refletem o padrão estético da mulher brasileira.
    Muito chateada. Muito mesmo. Diria magoada, até.

    Obrigada pelo espaço para o desabafo. Beijo enorme pra vc.

    Responder

    • Ju Verly
      04 de outubro de 2014

      Ana, eu que agradeço a sua enorme contribuição para com o blog!
      Entendo tudo o que você diz e acredito que essas manifestações podem começar a mudar a realidade de marcas glamourosas como a Belles e a De Chelles.
      Não há desculpas, realmente, há sim uma necessidade enorme de adequação das coleções para a inclusão dos tamanhos 46 e 48, que são os tamanhos de mulheres reais e que têm seios grandes – e não são gordas.
      É uma questão de tempo, acredito!
      E aquelas marcas que não se adequarem vão perder muito. Realmente acredito nisso!
      Obrigada, Ana! Vamos torcer para ver mudanças!
      Beijos!

      Responder

  6. Isa Buhler
    15 de outubro de 2014

    Boa tarde!
    Concordo plenamente com todas vocês.
    Eu trabalho no segmento de moda íntima há mais de 10 anos e pouquíssimas marcas fabricam peças lindas nas numerações a partir do 48.
    Atuo em uma empresa de pequeno porte que atende clientes da cidade e muitas pessoas de vários lugares do RS tem nos procurado por esse motivo. Fabricamos sutiãs sob encomenda e adaptamos ele conforme o biotipo da cliente. Os números que mais vendemos hoje são 45, 46 e 48 e, como adaptamos o sutiã busto X costas a cliente sai de nossa loja com o sutiã adequado ao seu corpo.
    Nos últimos dias atendi muitas clientes que colocaram prótese de silicone e a maioria delas precisou aumentar o tamanho do busto, mas permaneceu com o mesmo número de costas. Isso que é bacana aqui na nossa empresa. O sutiã pode ser customizado conforme a necessidade e desejo de cada uma.
    Além disso as coleções vão até o número 54 (apenas 4 delas não são possíveis em função da largura das rendas).
    Sonho em poder atender todo o Brasil em breve e tornar cada desejo de sutiã que vocês tem, realidade!

    Um abraço,
    Isa Buhler

    Responder

    • Ju Verly
      16 de outubro de 2014

      Isa,
      fico feliz de ouvir tudo o que você disse e de ver a atenção que a sua empresa dá às clientes.
      Que trabalho interessante!
      Qual é a sua marca? Queremos saber!
      Beijos!

      Responder

  7. Stefany
    20 de outubro de 2014

    Oi meninas amei tudo que li aqui,e concordo com todas vocês,por isso vou compartilhar com vocês uma marca que conheci e enconteri lindos modelos e cores que me vestiram super bem…a Darling oferece alguns modelos específicos para quem tem aquelas gordurinhas a mais.
    Olha sei bem o que estão dizendo,ja passei por poucas e boas no shoping por horas provando modelos e cheguei a sair de la sem nada.Eu uso tamanho 48 e a marca Darling trabalha com modelos rendados lindos até 50 vale muito apena conhecer.

    Responder

    • Ju Verly
      21 de outubro de 2014

      A Darling realmente é uma marca ótima, especialmente para tamanhos maiores, Stefany!
      Obrigada pela dica e por compartilhar a sua experiência!
      Beijos

      Responder

  8. Bárbara Camargo
    26 de fevereiro de 2016

    Oi Ju, acompanho o seu blog já tem um tempo e me identifico muito com ele, trabalho em um loja de Lingeries no interior do estado de SP e aqui posso identificar a dificuldade de muitas das minhas clientes, inclusive a minha. Sou uma garota de 21 anos, que pesa 97 kg , com uma luta diária com a balança e visto exatamente 54 de soutien .. e só tenho 1,61 de altura, rs.
    Sofria muito para achar soutien e sempre que achava era dos básicos e feios, nessa loja que eu trabalho hoje nos especializamos em atender a moda plus size.
    Se querem encontrar soutien maravilhosos, duradouros e confortáveis, procurem a Loraza, e uma Empresa do interior de Minas, vocês não tem noção de como a minha vida ficou mais fácil depois que eu encontrei essa fábrica, hoje eu uso até mesmo soutien tomara que caía, ele é extremamente reforçado e confortável.

    Beijos :*

    Responder

  9. Daiane Leão
    04 de janeiro de 2017

    Também passo por este drama, e no meu caso ainda eh pior, meus seios são muito pequenos e quando acho um q caiba nos seios acabam ficando muito apertados nas costas, meu drama. Sem contar que os sutiãs com aro e bojo acabam subindo e meus seios descem, tipo, ficam fora do sutiã. Acabo optando pelos sutiãs ou tops, sem aro e sem bojo q me deixam mais confortável mas não sustentam mais um seio que já alimentou um serzinho :). Adorei o tema, parabéns, que vc continue brilhando e tocando em mais temas polêmicos.

    Responder

    • Ju Verly
      04 de janeiro de 2017

      Daiane, realmente é muito difícil acertar no tamanhos dos sutiãs. Às vezes realmente optamos pelos tops, pois são mais práticos. O ideal é a tentarmos encontrar modelos que sirvam bem e ser fiel à marca. Acredito que os sutiãs de taças são ideais para você. Tente experimentar alguns modelos da Loungerie, Hope, Liz, e qualquer outra que trabalhe com a modelagem americana (taça A). Você pode se surpreender. Beijos!

      Responder

Deixe um comentário!

*