As melhores lingeries vêm em todos os tamanhos

1

Eu não sei bem por que, mas eu ando tão inclinada a admirar publicidades que retratam uma mulher mais normal, real, com um corpo mais perto da realidade da mulher brasileira (e de todas as outras do mundo!).

Depois da polêmica da Victoria´s Secret e da Calvin Klein, a Vogue.com está de parabéns! Fez uma matéria só com modelos que não têm um “corpo perfeito”, mostrando mulheres felizes, com lindas lingeries.

As melhores lingeries vêm em todos os tamanhos

Vogue_ashley-2

Vogue_marquita

Intitulada “The Best Lingerie Comes In All Sizes” (As melhores lingeries vêm em todos os tamanhos), a campanha está linda.

Vogue_inga

Vogue_tara

Vogue_tara-2

O mais interessante, e que não houve qualquer tipo de rotulação, como “plus size” ou “para gordinhas”, ou qualquer outra coisa desse gênero, com que nós não simpatizamos muito, né?

Eu visto 42, sou relativamente magra e de bem com meu corpo. Mas não me vejo nessas modelos que tem por aí, magérrimas, secas, que posam para fotos de lingerie. E acho que a maioria da mulheres é assim.

Então quando vejo campanhas de mulheres mais comuns, sem photoshop, eu fico apaixonada. Se o resultado dessas campanhas é positivo, no sentido comercial, eu não sei, já a magreza se tornou um padrão de beleza tão arraigado em nós, desde que nascemos. Mas, às vezes, tenho a impressão de que a publicidade mais real tem ganhado espaço e a admiração das pessoas.

A Vogue mesmo é uma revista que sempre foi muito criticada pelo padrão de beleza que exibe – mulheres excessivamente magras. Percebe uma pequena mudança de comportamento?

As fotos ficaram lindas! As modelos estão felizes, rindo, dando gargalhadas, longe de cara de fome e visual “walking dead”. Isso é o que as torna lindas e sensuais. Acho que os homens não resistem a uma mulher feliz e de bem com a vida.

Candice HuffineTara Lynn, Ashley GrahamMarquita Pring e Inga Eiriksdottir. Elas estão radiantes nas imagens! E estão usando marcas sofisticadas e caras, como Agent ProvocateurChantelle e Secrets in lace.

Falando nisso, a Secrets in Lace acaba de apresentar sua nova coleção no Lingerie Fashion Week, que aconteceu em Nova York, há alguns dias. E adivinha! A coleção foi toda inspirada nos anos 40, na charmosa Dita Von Teese, com modelos que se encaixam perfeitamente nos padrões de beleza daquela época – mulheres com corpo normal, pneuzinhos, barriguinha, enfim, tamanhos reais.

Dita-Von-Teese

enhanced-18430-1415300746-9


secrets in lace

secrets-in-lace

enhanced-28695-1415300738-11

O desfile foi divertido e interessante, no estilo pin up da época. Um tipo de lingerie fofo, que nunca sai de moda, na verdade. Lamentável que os padrões de beleza daquela época tenham saído…

Quem sabe a moda não está começando a rever esses padrões? A conversa com as consumidoras das marcas hoje é outra. Nunca estivemos tão engajadas, dizendo o que pensamos em blogs, matérias, redes sociais. Nunca tivemos tanta voz e expressividade.

E nunca as marcas se preocuparam tanto com essas opiniões!

Sensacional isso, não?



Calvin Klein acusada de rotular plus size

myla-ck

Você considera essa modelo um “plus size“?

A Calvin Klein acaba de lançar uma campanha e já é alvo de inúmeras críticas!

Uma foto da modelo Myla Dalbesio agitou as redes sociais e a imprensa americana. Isso porque a moça “foge” um pouquinhos dos padrões de corpo perfeito, já que a sua numeração é 10 (equivalente a um 44 ou 46 no Brasil). Uma barriguinha mais saliente (não negativa rs) também chamou a atenção, neste caso.

Daí todo mundo caiu matando dizendo que ela é o protótipo da modelo plus size da CK.

Porém, neste caso, eu não posso concordar. Li as matérias nos jornais e revistas americanos e, em nenhum lugar, a Calvin Klein afirma ou dá a entender que a modelo faz as vezes de uma plus size. Ao contrário, o que se observa é uma tentativa da marca de trazer mulheres mais comuns, mais reais para as campanhas, exatamente para que as mulheres se identifiquem e se sintam confortáveis.

Afinal, não foi isso que aconteceu com a última campanha desastrosa da Victoria´s Secret – The Perfect Body? Mulheres do mundo inteiro se sentiram literalmente ofendidas com a definição do “corpo perfeito” e colocaram a boca no trombone, até que a marca teve que alterar a sua campanha para uma outra mais inclusiva.

Voltando à mais nova polêmica, o New York Times afirmou: “A Calvin Klein nunca rotulou Dalbesio como modelo plus size ou a apresentou como tal em seus anúncios. A polêmica foi gerada depois de uma entrevista da modelo para a revista Elle, na qual ela fala sobre a modelagem plus size e os problemas que enfrenta por não ser uma modelo magérrima nem uma modelo plus size. O tamanho dela é 10“.

B2Gbl1oCcAIbTo5

Eu sou uma mulher grande… eu não sou a maior mulher do mercado, mas sou definitivamente maior que todas as meninas com quem já trabalhei, por isso é tão intimidante“, disse Myla Dalbesio em entrevista à Elle.

As pessoas especulam que a CK tenha escolhido a modelo por representar um “plus size” e se sentiram ainda mais ofendida com essa declaração da marca: “A nova campanha da Calvin Klein Underwear, a ‘Perfectly Fit’ apresenta as modelos Myla Dalbesio, Jourdan Dunn, Amanda Wellsh, Ji Hye Park e a nova cara da marca, Lara Stone, em diferentes estilos. A linha ‘Perfectly Fit’ foi criada para celebrar e atender as necessidades de diferentes mulheres, e essas fotos foram criadas para mostrar que a nossa nova linha é mais inclusiva e oferecida para vários biotipos diferentes em uma enorme gama de tamanhos“.

Gente, qual o problema com essa afirmação?

Em que momento a marca afirma que a modelo é um plus size?

A própria modelo ainda afirma: “Não que a Calvin Klein tenha me incluído na campanha e dito algo como ‘Oh, olhem, temos uma menina plus size na nossa campanha’. Eles me incluíram na campanha como qualquer outra; não há distinção. Não é uma categoria para plus size“.

Acho que há um excesso de melindres nesse meio, que, em casos como esse, causam irritação. As mulheres se ofendem com campanhas em que as mulheres são magérrimas e a marca define o que é um corpo perfeito. Em outro momento, após uma marca apresentar fotos de mulheres reais em sua campanha, a mulherada se ofende dizendo que agora o plus size é um 44 ou 46.

Afinal, o que querem as mulheres?

Não vi problema algum na campanha, a CK não mencionou o termo plus size em momento algum, apenas atendeu a um clamor antigo das mulheres, de ver modelos mais reais, campanhas mais inclusivas. Na verdade, adorei me ver representada por essa modelo, pois tenho medidas bem semelhantes a ela. E isso não me faz pensar que agora o meu tamanho é um plus size!

Sabe qual é o problema, na verdade? É a transmissão de informação sem conhecimento. Lembra daquela brincadeira do telefone sem fio? É bem isso! As pessoas vão divulgando as coisas na internet, especialmente nas redes sociais, sem ter conhecimento, e aquilo vai tomando uma proporção gigante. E irreal, muitas vezes.

Seria muito injusto com a CK sair dizendo por aí que a modelo foi rotulada como uma plus size, quando a marca não deu qualquer indício disso, não é?

Diferente da campanha da Victoria´s Secret, em que o anúncio dizia por si só, essa nova da campanha da CK está linda, inclusiva e feita para mulheres comuns.

Aliás, tenho lingeries da marca e confesso que são as minhas preferidas. Exatamente porque respeitam a anatomia da mulher, são um pouco maiores que as brasileiras, inclusive, e extremamente confortáveis.

Isso tudo só me ensina a ser mais prudente ao criticar e a evitar conclusões precipitadas sobre o que leio e ouço. Assim eu corro menos risco de ser injusta com as pessoas e de fazer papel de boba por aí!

Fontes: time.com e nytimes.com



Victoria´s Secret altera sua campanha

E não é que a Victoria´s Secret alterou sua campanha?

Quem acompanhou o blog essa semana viu que escrevi sobre a campanha em dois posts diferentes, um falando sobre a lástima que foi a última campanha da marca, “Perfect Body” e outro mostrando a reação da mulherada ao redor do mundo, “#iamperfect“.

Foi todo mundo para as redes sociais gritar a sua insatisfação com a indireta que a marca mandou para suas clientes, insinuando o que é um corpo perfeito. Uma campanha no Twitter com a #iamperfect deu o que falar!

Depois de uma petição online, com mais de 27 mil assinaturas de mulheres insatisfeitas, a marca resolveu se manifestar.

E o resultado foi esse:

Victoria´s Secret altera sua campanha

O Corpo Perfeito” foi substituído por “Um corpo para todas“, com um jogo de palavras interessante (em inglês).

Achei interessante, plausível. Não houve pedido formal de desculpas, o que, pra mim, é dispensável. Não se trata de se desculpar com clientes. Falar a língua delas e se adequar às suas demandas é o que se espera de uma marca que tem o objetivo de se manter no mercado.

Estou encantada por ter a Victoria´s Secret mudado a sua campanha para um slogan mais inclusivo, e acredito que isso demonstra uma mensagem bem mais positiva para meninas mais novas, que era exatamente o que nós queríamos“, foi o que disse Gabriella Kountourides, uma das fundadoras da campanha #iamperfect, par a o site Lingerie Talk.

Está vendo como as coisas são? Uma mudança de atitude e isso torna um cliente um grande amigo. É isso que muitas empresas não compreendem ainda.

A campanha ficou bem mais inclusiva, você não acha?

Não adianta vir dizer pra gente o que é um corpo perfeito, porque isso não cola mais! Nós já sabemos o que é um corpo perfeito! É o nosso mesmo!



Carrefour é obrigado a retirar biquíni com enchimento das prateleiras


E o Brasil não é o único alvo!

O Carrefour da Espanha, por meio de uma exigência da Associação de Consumidores em Ação (FACUA), foi obrigado a retirar de suas prateleiras um biquíni vendido para meninas de 9 a 14 anos. O problema era o enchimento do sutiã.


De acordo com a entidade, o produto “potencializa uma ideia de erotização da infância“. 

O anúncio ainda piora a situação. Uma menina de uns 12 anos, com o biquíni, tomando um drink.


Tenho sido um pouco criticada (até ofensivamente) aqui no blog por levantar algumas bandeiras. Mas não me importo.

Sutiãs e biquínis com enchimento para crianças e adolescentes é uma forma de erotizar mesmo essa fase da vida, despertar sentimentos e sensações que não são próprias dessa idade e, pior, chamar ainda mais a atenção de pedófilos que estão ao nosso redor.

O ideal é que crianças e pré-adolescentes que começam mais prematuramente o desenvolvimento do corpo usem um sutiã simples, sem bojo, sem enchimento, tudo para prevenir problemas na escola e entre amigos.

Acelerar processos de amadurecimento pode ser o erro que a nossa sociedade mais comente!

E só para você pensar: na Espanha, os próprios consumidores perceberam o problema. No Brasil, foi necessária a intervenção da OEA (Organização dos Estados Americanos)…


Faz mal dormir usando sutiã?

Você já se questionou se faz mal dormir usando sutiã?

Faz mal dormir usando sutiã?
Uma coisa que muitas mulheres têm dúvida sobre a saúde feminina é se faz mal dormir usando sutiã.
 
Alguns estudiosos têm argumentado que usar o sutiã 24 horas por dia, sete dias na semana, pode causar câncer de mama.
 
Isso se deve ao fato de que o sutiã apertado comprime os seios, fechando a passagem dos nódulos linfáticos, o que gera um acúmulo de líquidos, amolecendo o tecido e provocando a formação de cistos.
 
Assim, como o corpo elimina as toxinas através das vias linfáticas, usar sutiãs apertados vai causar acúmulo de toxinas no seio e impedir a limpeza.
 
Mas isso ainda não foi comprovado cientificamente, o que nos deixa mais tranquilas. E com mais dúvida ainda… Porque, na verdade, pode ou não fazer mal.
 
Além disso, estudos demonstram que não há a ação da gravidade enquanto dormimos. Então, usar o sutiã nesse momento pode não fazer muita diferença.
 
O que mantém os seios no lugar são ligamentos microscópicos – como se fossem delicados “suspensórios”. Com o passar do tempo (o que nós mais tememos), esses ligamentos vão se afinando e esticando, deixando as mamas mais vulneráveis à ação da gravidade.
 
Infelizmente, quando se chega aos 50 anos, não há cura para isso nem uma maneira eficaz de tornar esses ligamentos tão fortes e resistentes quanto quando se tem 15…
 
Há mulheres que se sentem mais confortáveis ao dormir de sutiã e não o dispensam em nenhuma hipótese. Alguns médicos, inclusive recomendam o uso para mulheres com seios maiores.
 
Se você é uma delas, prefira os sutiãs sem aros e espumas e, jamais, os apertados.
 
Algumas sugestões para você:
sutiã
Lalie Lalou – Specialità Lingerie
Scala
 
Hope
 
Lupo
Trifil – Lojas Renner

Eu nunca dispensei o uso do sutiã para dormir. Não me sinto bem sem ele, me sinto mais segura. Mas como ainda não há comprovações, acredito que fazer o que nos faz sentir melhor é a melhora coisa a se fazer!

E você, dorme com sutiã?
Fonte: www.lingerieinsight.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...